17/01/2024 às 12h02min - Atualizada em 18/01/2024 às 00h00min

Instituto Etiene Medeiros inicia 2024 com abertura de inscrições para novos alunos

Projeto do IEM, com sede no Recife (PE), recebe crianças e jovens entre 7 e 17 anos, com a missão de ampliar o acesso ao esporte, à educação e à cultura na infância e na adolescência

Doro Jr.
Igo Bione / IEM
A cada início de ano, crianças e jovens pernambucanos podem buscar uma vaga para passar a fazer parte do Instituto Etiene Medeiros (IEM). Até o dia 9 de fevereiro, o IEM está com inscrições abertas para novos alunos. Quem tiver entre 7 e 17 anos, conta com a oportunidade de integrar o projeto, participando de suas diferentes atividades, todas gratuitas. Agora em 2024, o Instituto abre novamente turmas, voltado para a sua missão de ampliar o acesso ao esporte, à educação e à cultura na infância e na adolescência.

Para se inscrever, é só entrar no site do IEM: www.institutoetienemedeiros.org/inscricoes. A inscrição será em duas etapas: a primeira com o preenchimento do formulário on-line e a segunda com uma aula presencial de natação. Nela serão passadas todas as informações sobre o cadastro do aluno e os documentos necessários para integrar o projeto, fundado pela nadadora pernambucana Etiene Medeiros.

"É sempre uma felicidade muito grande para nós, do Instituto, abrir novas turmas, dando oportunidade a mais crianças e jovens de participar de nosso projeto, integrando as diferentes atividades", afirma Etiene Medeiros, fundadora do IEM.

As aulas - O projeto do Instituto conta com aulas de natação, oficina de habilidades, aulas de diversidade, acompanhamento psicossocial, educação alimentar e nutricional, práticas de meditação e yoga. Todas as atividades são gratuitas e têm como objetivo proporcionar desenvolvimento integral aos alunos, com foco na natação e no combate às desigualdades de raça, classe e gênero. As atividades são realizadas no Centro Esportivo Santos Dumont, em Boa Viagem, na Zona Sul da capital pernambucana.

As aulas de natação, por exemplo, estão voltadas para o desenvolvimento físico e motor, além de trabalho com flexibilidade, equilíbrio e consciência corporal. A disciplina para desenvolvimento de habilidades conta com ênfase em competências socioemocionais fundamentais para a formação dos alunos. Já as aulas de "cidadania, cultura e diversidade" têm dinâmicas em grupo e incentivo de debates sobre empoderamento, combate ao racismo, equidade de gênero, entre outros.

Muitas atividades em 2023 – Quem já integra o projeto teve um ano de muitas atividades em 2023. Sejam esportivas, com participação em competições do calendário nacional, sejam nas demais áreas, voltadas para cidadania, cultura e diversidade, contribuindo para a formação de novas gerações mais engajadas socialmente.

Entre as ações voltadas para a consciência social, foram realizadas atividades com temas como o Dia dos Povos Indígenas e o Dia do Orgulho LGBTQIA+, assim como um passeio pelo bairro do Recife, conhecendo pontos turísticos da cidade, como o Marco Zero, rua Bom Jesus e o Paço do Frevo, entendendo mais sobre a cultura do estado. Espaço ainda para uma roda de conversa sobre a representatividade da mulher negra no âmbito da tecnologia.

Ao longo de 2023, houve a quebra de recordes pessoais na piscina por seus alunos, que participaram do calendário esportivo nacional. Alguns deles, inclusive, tiveram a oportunidade de viajar de avião pela primeira vez e puderam interagir com atletas de todo o país em ambientes competitivos.

Outro destaque do ano foram os eventos. O Festival IEM teve a segunda edição, com a participação de mais de 400 crianças, tornando-se referência em Pernambuco. E foi realizado o I Congresso IEM, um encontro enriquecedor com grandes nomes do esporte e da pedagogia

IEM, Educação e esporte como ferramentas de transformação social - O IEM reúne um total de 160 alunos, unindo educação e esporte como ferramentas de transformação social. As atividades são realizadas no Centro Esportivo Santos Dumont, em Boa Viagem, Recife (PE), de terça a sexta-feira e são gratuitas. O IEM busca proporcionar desenvolvimento integral às crianças e jovens que participam do projeto, com foco na natação e no combate às desigualdades de raça, classe e gênero. Os alunos fazem parte da rede pública de ensino do Estado de Pernambuco e precisam participar de até 75% das atividades mensais do IEM para garantirem permanência no projeto.

Etiene Medeiros - Primeira brasileira a conquistar uma medalha de ouro em um Mundial de Natação, Etiene está entre as melhores do mundo nos 50 metros costas há seis anos. Antes do título em 2017, em Budapeste (HUN), foi quarta colocada no Mundial em Barcelona 2013 e bronze em Kazan 2015. Ela também é bicampeã do mundo em piscina curta (Doha/2014, quando bateu o recorde mundial, e Windsor/2016), além da vitória no revezamento medley misto em 2014. Em 2019, acrescentou mais uma medalha em Mundiais, a prata nos 50 m costas. Única brasileira bicampeã pan-americana de natação - ganhou ouro nos 100 m costas em Toronto, em 2015, e nos 50 m livre em Lima, em 2019 -, Etiene soma nove medalhas no Pan, sendo quatro no Canadá e cinco no Peru.

Este conteúdo foi distribuído pela plataforma SALA DA NOTÍCIA e elaborado/criado pelo Assessor(a):
U | U
U


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://portalrio360.com.br/.